Bem-vindo ao epicentro cultural e intelectual de Paris

Está no coração de Saint Germain des Prés, bairro de edição, galerias de arte, decoração e moda. É um dos centros intelectuais de Paris. Era aqui que Paris vibrava ao som do jazz nos anos 50, artistas, músicos, autores, se encontravam e se reencontravam. Atualmente, a vida continua bem efervescente e a energia bem presente. Saint Germain des prés concentra inúmeros talentos e faz do Hotel Pont Royal local privilegiado para viver este bairro.

Passeio no tempo em Saint-Germain des Près

Comecemos por um passeio nos Jardins de Luxemburgo, desfrutemos de seus lagos, suas cadeiras verdes, seus jardins à la française, estátuas de Beethoven, Flaubert, Chopin e da fonte de Médicis. Considerado um dos mais belos jardins de Paris, o Jardim de Luxemburgo é um verdadeiro porto de paz.

Continuemos nosso passeio parisiense em direção ao cais de Conti e seus célebres livreiros. Aproveitamos aqui a luz romântica do cais do Rio Sena e seus barcos com, ao longe, o envidraçado do Grand Palais, Torre Eiffel, Louvre e a île de la cité. Uma pequena pausa no célebre Pont des Arts nos dará tempo para saborear toda a beleza da cidade luz.

Elegância e distinção para uma pausa shopping tipicamente parisiense

Continuemos nossa descoberta de Saint-Germain fazendo um desvio pela Rua Bonaparte ou a passagem Saint-André-des-Arts. Estreitas e pitorescas estão repletas de lojas encantadoras: moda, decoração, livrarias… Toda a elegância à la française marcou encontro neste bairro de Paris.

Passar um momento de lazer em lugares lendários

O Café de Flore, les 2 Magots, Café de Lipp ou Bilboquet… são tantos os nomes de cafés e clubs de jazz que ecoam em todos os espíritos. Inúmeras lendas do século XX demoraram-se por ali, deixando para sempre nestes locais, uma atmosfera quase mágica. Tempo de um café na esplanada ou um concerto de jazz, reviva estas épocas míticas!

Saint Germain des Près no coração da história parisiense

Da Praça Saint-Germain à Praça Saint-André des Arts, o bairro parisiense de Saint-Germain des Prés atravessou todas as épocas, atraindo em suas ruas, seus hotéis e bistrôs, inúmeras figuras da história, música e literatura francesa e internacional.

História do bairro

Este bairro da margem esquerda de Paris nasceu na Idade Média quando algumas casas foram construídas em torno da Abadia de Saint-Germain-des-Près. Alargaram-se pouco a pouco, até se transformarem em aldeia e depois em vila. Saint-Germain foi anexada à Cidade de Paris no século XVII.

Na época da Revolução Francesa, o bairro torna-se um local altamente estratégico, os revolucionários Marat, Danton e Guillotin habitam o bairro e aí se reúnem. Os edifícios do mosteiro serviam então de reserva de pó e serão destruídos nessa altura. Restam hoje apenas ruínas, conservadas em seu estado.

O bairro Saint-Germain mudará de rosto no século XIX, data em que Haussmann modifica a arquitetura das ruas. Desenhará, sobretudo, o Boulevard Saint-Germain, que se tornou hoje uma das principais artérias da cidade.

Bairro onde nascem lendas...

Saint-Germain-des-Prés, bairro parisiense por excelência, atrai há cerca de um século todos os grandes nomes deste mundo: músicos, artistas, filósofos, escritores. Boris Vian, Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Jacques Prévert, Giacometti e muitos outros elegeram o bairro e conferiram-lhe uma alma poética e nostálgica. Dos clubs de jazz ao Café de Flore, do Odéon aos bistrôs de Saint-André-des-Arts, as ruas transbordam de turistas e lembranças, misturam passado e futuro.

Deseja ficar
no Hotel Pont Royal ?

Reserve online